Translate the blog to your language!

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Deixe as lágrimas e a alegria surgirem espontaneamente.

Kung fu Uma das primeiras virtudes que temos que aprender, principalmente quando estudamos artes marciais, é a temperança. Há muito atrás, Buda já nos ensinou que o equilibrio é fundamental para a vida humana e lançou o famoso Caminho do Meio. Dizia ele, se você apeartar demasiadamente a corda da cítara, ela rebentará, mas se deixar frouxa demais, não sairá som algum.

Em nossas vidas é a mesma coisa. Precisamos ter equilibrio em nossas ações. A arte marcial nos proporciona uma eficiente busca de equilibrio, ensinando-nos que, apesar da disciplina imposta, ela serve para nos ensinar a viver mais plenamente.

Neste breve vídeo da série Kung Fu de David Carradine, esta lição está evidente na capacidade de deixar fluir a alegria e a tristeza equilibradamente.

 

English Version

 6132E0_1 One of the first virtues that we must to learn, mainly when we are studying martial arts, is the temperance. A long time ago, Buddha already teached us that balance is fundamental to human life and so give us the famous Middle way. Said us: if you stretch far the chord of cítara, it will burst. But if you let loose quite, it will not give anything sound.

In our lives it is the same thing. We need balance in our actions. The martial art provide us an efficient search of balance, teach us that, despite of discipline imposed, it serve to teach us to live more fully.

In this brief video of the serie Kung fu by David Carradine, this lesson is evident in the capacity of let go the happiness and the sadness from a balanced manner.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

A Paz acima da Vitória – Kung Fu wisdom

word_kung_fu1Ah, o velho e bom seriado Kung Fu, com David Carradine, deixou muitas marcas. Certamente que as cenas de luta não chegam a qualidade dos filmes atuais de Donnie Yen, Jackie Chan, etc. Mas a parte filosófica é incomparável. Não vi nada do tipo ainda.

 

English Version

david carradine Oh, the old and good series Kung Fu, with David Carradine, left us quite impressions. Certainly the fight scenes have not the same quality of current movies by Donnie Yen, Jackie Chan and so on. But the philosophical part is peerless! I don’t see anything like this yet.

 

 

VÍDEO

quarta-feira, 12 de maio de 2010

WING CHUN

Uma arte marcial que tenho muita admiração e que treinei por alguns anos é o Kung Fu Wing Chun. Acho fantástico o trabalho com os braços, com rápidas defesas e ataques.

O Wing Chun tem uma história muito interessante, pois foi uma arte marcial criada por uma mulher, coisa rara de vermos no meio marcial,  e teve ilustres mestres como o famoso Yip Man e seu discípulo Bruce Lee.

Quando me sobrar um tempinho escreverei um pouco sobre a história do Wing Chun. Por enquanto, fiquem com este video muito interessante.

===========================//==========================

ingl~es 

English Version

 

A martial art that I have a great admiration and which I practiced for some years was the Kung Fu Wing Chun. I think fantastic the work with hands and arms, with fast defense and attacks.

Wing Chun have a great history, because was a martial art created by a woman, and this is a rare thing among martial arts, and it had illustrious masters as the famous Yip Man and his disciple Bruce Lee.

When I have a little more of time left I will write about the history of Wing Chun. For while, stay with this very interesting video.

VIDEO PROMOCIONAL BRANCH SAN FRANCISCO

Olá amigos!

Hoje assisti  um video promocional do Branch de San Francisco que achei muito legal. Um video muito bem feito e que transparece, entremeio as técnicas, a atmosfera de companheirismo e amizade que reina em um Dojo de Shorinji Kempo.

==========================//==========================

english version  

  English Version

Hi friends!

Today I watched a promotional video of the branch of San Francisco that I found very cool. A video very well done and that transpires, together with the techniques, an atmosphere of fellowship and friendship reigning in a Dojo of Shorinji Kempo.

sábado, 1 de maio de 2010

FILOSOFIA DO KAISO


Só as palavras não bastam


No outro dia, num jornal estava uma história acerca de uma criançaoriginator_img01.344204806_std que se afogou. A criança que brincava com ela correu para o meio da estrada e com as mãos no ar suplicou por ajuda. Para não o atropelarem, os condutores obviamente pararam, mas nem uma só pessoa se dignou a ajudar e tentar salvar o seu amigo.

Histórias como esta enchem os nossos jornais todos os dias! No trem, a caminho do trabalho, alguém pode estar agindo mal, mas todos fingem não estarem vendo.

“Não é problema meu”. “Se me envolver, vai sobrar para mim”.

Com este tipo de pensamento, não há sequer uma hipótese de que o mundo melhore. Apenas por se dizer “oh, coitadinha da criança” ou, “como podem fazer uma coisa dessas?”, nada se resolve. As palavras por si só não chegam, talvez seja o necessário tentar fazer alguma coisa.

Doshin So — No Seminário de lnstrutores, Outubro de 1969

--------------------------------------//--------------------------------------

ingl~es 

English Version:

Words Alone are Not Enough

 doshinso teatching The other day in the paper there was a story about a child who drowned. The child who was playing with him ran out into the street and raising his hands begged for help. It was out of the question for the drivers to knock him off the road so thy stopped for him, but not a single person would help and save his friend.

Stories like this fill the papers every day! On the train going to work someone will be acting up, but everyone pretends not to see. "It's not my problem." "If I get involved, there'll be trouble."

With this kind of thinking, there's not even a chance that the world will improve. Just by saying, "Oh, that poor child," or, "How can they do such a bad thing?" nothing is solved. Words alone are not enough, but perhaps trying to do something is what's needed.

(At the Instructors Seminar, October 1969)